23/09/2009

HERESIAS NA IGREJA EVANGÉLICA BRASILEIRA

INTRODUÇÃO
O nosso propósito com esse estudo é mostrar algumas Heresias na Igreja Evangélica Brasileira, bem como o ensino bíblico correto. Falo algumas porque seria muito difícil enumerar e avaliar todas as nuanças dos ensinos heréticos dentro da Igreja Brasileira. E quando falo da igreja, quero especificar, mais claramente as Igrejas Neopentecostais, pois são dessas igrejas que proliferam com maior evidência as heresias. É óbvio que heresias estão entrando nas igrejas pentecostais históricas, e não podemos excluir que sua influência chega também às tradicionais, como as Presbiterianas, Batistas, Metodistas, só que nestas ocorrem como focos isolados de pessoas “fisgadas” pelo ensino de espíritos enganadores, ou no máximo uma boa parte da congregação. Mas antes de entrarmos nas heresias propriamente ditas, gostaríamos de diferenciar Seita de Heresia. A palavra seita significa “partido”, “corrente de pensamento”. No sentido original não era pejorativo (At 24.5,6). Em nossos dias tem a ver com um movimento ou instituição que segue um líder humano em torno de doutrinas deturpadas ou errôneas extraídas da Bíblia. Heresia, por sua vez, é derivada da palavra grega haíresis e significa “falso ensino”, ou seja, uma exposição de uma ou mais doutrinas que não condizem com as Escrituras. É uma abordagem sutil e distorcida do cristianismo bíblico. Como falei antes, as heresias estão mais evidentes nas igrejas neopentecostais, e as que abordaremos aqui são as que causam mais impacto. Em suma, essas igrejas estão ligadas a doutrinas da Teologia da Prosperidade. Citarei algumas dessas igrejas e seus líderes sem a pretensão de julgá-los ou incriminá-los. Igrejas: Internacional da Graça de Deus, Universal do Reino de Deus, Mundial do Poder de Deus, Ministério Palavra da Fé, Sara Nossa Terra, Fonte da Vida, Verbo da Vida, Verbo Vivo, Cristo Vive, Renascer em Cristo. Líderes: Miss. R. R. Soares, Bispo Edir Macedo, Miss. Valnice Milhomes, Jorge Linhares, Jorge Tadeu, Cácio Colombo, Miguel Ângelo da Silva Ferreira, Estavam Hernandes, Valdemiro, etc. 1.

1. ORAÇÃO E SOBERANIA DE DEUS
Quando vemos líderes de determinadas igrejas fazendo oração, em programas de televisão e rádio, ou em livros, dá para ficar estarrecido com seu modo de falar com Deus. Suas palavras revelam que a soberania de Deus é ignorada. Não se chega na presença de Deus com um coração de servo, contrito e compungido. Mas, sob a alegação de fé, é exigido de Deus que responda as suas orações como uma apropriação. Os verbos usados, principalmente, são: exigir, decretar, reivindicar e determinar. Não se dá espaço para a expressão “seja feita a tua vontade”. A vontade de Deus deve ser feita de acordo com a vontade deles. A título de exemplo, certa feita um desses pastores disse que na igreja dele não tinha esse negócio de “se Deus quiser”, pois lá Deus quer. E não tinha isso de “bater” (Lc 11.9), pois se não abrir, ele arrebenta a porta! O verbo pedir perdeu o significado. Isso é um conceito diverso daquele ensinado nas Escrituras. “O verbo pedir em João 14.13,14 sugere a atitude suplicante, uma petição de alguém que está em posição menor a daquele a quem é feita a petição”.[1] Vários textos mostram essa atitude do coração ao orarmos ao Pai (Mt 7.11; At 12.20; Ef 3.20; Cl 1.9; Tg 1.5-6 e 1 Jo 5.14-15). O próprio Jesus buscou fazer a vontade do Pai (Jo 4.34; 5.30; 6.38; 7.17). Os cristãos podem ser específicos em suas petições que faz a Deus, derramando seus corações e compartilhando seus desejos, mas não deve esquecer que Ele é quem sabe o que é melhor para suas vidas.

2. CRENTES ENDEMONINHADOS
O autor desse trabalho é testemunha desse ensino. Ao visitar uma determinada Comunidade Evangélica, em Goiânia, fui surpreendido ao final do culto quando o missionário começou a orar pelas pessoas, e jovens obreiros que davam assistência ao culto foram até o altar e ficaram endemoninhados, precisando de orações para serem libertos. Será que o crente fica endemoninhado? Quando analisamos a prática de algumas das igrejas neopentecostais, vemos que a característica principal desses movimentos é a expulsão de demônios, pois para eles todos os males são causados por alguma atuação do maligno. Tanto no âmbito da pessoa, da sociedade, como da igreja e dos crentes individualmente, são produzidos por espíritos imundos. O bispo Edir Macedo, no livro Orixás, Caboclos & Guias: deuses ou demônios?, começa o cap. 15 dizendo: “Este capítulo não existiria se eu não tivesse visto constantemente pessoas de várias denominações evangélicas caírem endemoninhadas, como se fossem macumbeiras, ao receberem a oração da fé”.[2] Como disse Macedo, esses fatos são “casos” que presenciou, logo, fruto da experiência que teve e tem, em vez de citação ou exemplo bíblicos.
Na verdade, a Bíblia nos dá conta que o crente genuíno não pode ficar endemoninhado. Como diz o dr. Augustus Nicodemus Lopes, “a Escritura ensina que o crente está assentado com Cristo nos lugares celestiais, acima de todo principado e potestade (Ef 1.21-22). O crente está em Cristo, e Cristo nada tem a ver com o maligno (Jo 14.30). E, naturalmente, o diabo não toca os que são de Cristo (1 Jo 5.18), pois o que está no crente (o Espírito Santo) é maior que os espíritos malignos que habitam este mundo (1 Jo 4.4)”[3]. Crente genuíno não pode ficar endemoninhado. O nominal sim, mas o regenerado e habitado pelo Espírito Santo, nunca!

3. CURAS
O argumento principal é o de que Deus cura sempre e a todos. Seus advogados dizem “que Deus prometeu curar a todos os doentes, pois as doenças não são da vontade dEle para o seu povo. A doença nunca é da vontade de Deus, pois Deus é amor”.[5] O texto chave usado é Is 53.5: “…o castigo que nos traz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados”. Por isso, se algum crente está doente é por causa de pecado ou falta de fé. Romeiro argumenta: “Apesar de ter sido um profeta de Deus e de ter tido um ministério marcado por muitos feitos sobrenaturais, Eliseu morreu em conseqüência de uma enfermidade. Será que ele não tinha fé ou estava em pecado?”.[6] Podemos citar outros homens de Deus que ficaram doentes e podemos fazer a mesma pergunta, como por exemplo Paulo (2 Co 12.7-10), Timóteo (1 Tm 5.23,) Trófimo (2 Tm 4.20) e Epafrodito (Fp 2.30).

4. MALDIÇÃO HEREDITÁRIA
A base bíblica que têm é especialmente o texto de Ex 20.5-6, onde Deus diz: “visito a iniqüidade dos pais nos filhos até a terceira e quarta geração daqueles que me aborrecem…”. Na verdade, esta expressão “não indica a existência de uma maldição hereditária, mas que qualquer violação da lei de Deus numa geração, fatalmente irá afetar as gerações futuras”.[7] As conseqüências da desobediência vão até a terceira e quarta geração, no entanto, os frutos da obediência não têm fim. Quando analisamos coerentemente essa palavra do Senhor, vemos que não se trata de maldição hereditária. Recorrendo a outros textos em que o Senhor fala, essa possibilidade é irreal. Vejamos: “Que tendes vós, vós que, acerca da terra de Israel, proferis este provérbio, dizendo: Os pais comeram uvas verdes, e os dentes dos filhos é que se embotaram? Tão certo como eu vivo, diz o SENHOR Deus, jamais direis este provérbio em Israel. Eis que todas as almas são minhas; como a alma do pai, também a alma do filho é minha; a alma que pecar, essa morrerá” (Ez 18.2-4). Desse modo, chega-se a algumas conclusões. Primeiro, ninguém paga por ninguém (cp. Rm 14.12). Segundo, em Cristo somos absolvidos (Rm 8.1). E, por último, Cristo se tornou maldição por nós (Gl 3.13). Há outras conclusões, mas creio que estas são suficientes (leia Nm 23,8 e 23 – Ninguém pode amaldiçoar o povo de Deus se este não quiser).

5. PROSPERIDADE FINANCEIRA
O conceito de prosperidade financeira faz parte do conceito maior da Teologia da Prosperidade ou Confissão Positiva. Dentro desta percebe-se ensinos como a diferenciação entre Logos e Rhema[8], a Saúde Perfeita, Cura para Todos, Oração da Fé[9] e a Prosperidade Financeira[10]. Kenneth Hagin, o porta-voz da Confissão Positiva, disse: “Deus quer que seus filhos usem a melhor roupa. Ele quer que eles dirijam os melhores carros e quer que eles tenham o melhor de tudo… simplesmente exija o que você precisa (New Thresholds of Faith, [Novos Limiares da Fé] 1985, p.55). A loucura chega a ponto de ensinar que o próprio Senhor Jesus foi um homem rico (ter um tesoureiro), ter boas vestes (a túnica sem cortes) e usado o melhor veículo (um jumentinho) da época, que segundo eles é comparado ao Cadillac. Mas quando estudamos a Bíblia, vemos que as coisas não são bem assim. Jesus nasceu em um curral, e durante o seu ministério não tinha onde reclinar a cabeça. No Antigo Testamento vemos Deus se preocupando com a situação do pobre (Dt 15.11). Jesus endossa o que o Pai desejava (Mc 14.7). Também Paulo demonstra sua preocupação (1 Co 11.22). Um evangelho que se preocupa essencialmente com a questão de posses financeiras levanta a questão da crise do ser e do ter. Falando sobre o materialismo e o cristão, a artista Joni Eareckson Tada diz: “A essência do Evangelho não é a saúde, nem a prosperidade, nem a felicidade, mas a submissão a Cristo”.[11]

6. MOVIMENTO G-12
Poderíamos tratar de algumas heresias dentro do Movimento G-12 que afetam a doutrina do ser de Deus (Teontologia) entre outros, mas algumas desses aspectos coincidem com ensinos Neopentecostais, inclusive quanto à liderança das igrejas, pois “defende o fim de colegiados, conselhos e assembléias, e propõe um sistema totalitário e personalista”[12]. O fundador “visionário” desse movimento, o colombiano César Castellanos escreveu: “A época das assembléias e dos comitês de anciãos para dar passos importantes na Igreja, já passou na história. Estou convencido de que Deus dá visão ao pastor e nessa medida é a ele que o Espírito Santo fala, indicando-lhe até onde deve mover-se”[13]. Desse modo, a autoridade e suficiência das Escrituras foram negadas, a exemplo de Dt 1; At 15; 1 Tm 1.6-16.

CONCLUSÃO
Realmente é de ficar triste e estarrecido quando se olha a situação da igreja evangélica no Brasil. Cristãos de outras nações quando olham para o fenômeno de crescimento numérico dos evangélicos em nosso país, ficam maravilhados por tal crescimento. Chegam até a dizer que estamos passando por um avivamento. Mas quando se olha para as distorções e os custos desse crescimento, começamos a perguntar se vale crescimento a qualquer custo, especialmente em detrimento da sã doutrina tão vital para a sobrevivência da Igreja do Senhor Jesus Cristo. Não se pode negar que o crescimento evangélico tem sido grande, mas também vem acompanhado por heresias devastadoras, como câncer que corrói (II Tm 2.17). Muitos se ufanam com números e o fervor “evangelístico” da maioria das igrejas, principalmente as de cunho neopentecostal, que são as que mais crescem. Creio que a palavra inspirada de Paulo a Timóteo se aplica a essas igrejas e seus líderes carismáticos, e também deve nos deixar alertas com a cobrança que nos é imposta para crescermos igualmente: “Pois haverá tempo em que não suportarão a sã doutrina; pelo contrário, cercar-se-ão de mestres segundo as suas próprias cobiças, como que sentindo coceira nos ouvidos; e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas”. Esse tempo chegou ao Brasil. “Não me venham com doutrina!”, dizem. Doutrina tem hoje um sentido pejorativo, como algo que denota e gera frieza e inatividade na obra de Deus. Mas muito do evangelho oferecido por aí tem a motivação no homem e em “suas próprias cobiças”. O que sobra são as fábulas que têm sido ensinadas como a verdade. A recomendação paulina é para nós hoje: “prega a palavra, insta, quer seja oportuno, quer não, corrige, repreende, exorta com toda a longanimidade e doutrina” (2 Tm 4.1-2).

Pr. Robson Rosa Santana
Igreja Presbiteriana de Tangará da Serra – EBD – Jul/2009


NOTAS DE REFERÊNCIA
[1] Paulo César Nunes, O Neopentecostalismo, in Currículo Aventura Cristã: Seitas e Heresias, (São Paulo: Cultura Cristã, 1988), p. 21.
[2] Bispo Macedo, Orixás, Caboclos & Guias: deuses ou demônios?, 13a ed., (Rio de Janeiro: Universal, 1996), p. 115.
[3] Augustus Nicodemus Lopes, O Que Você Precisa Saber Sobre Batalha Espiritual, 2a ed., (São Paulo: Cultura Cristã, 1998), 89.
[4] Paulo César Nunes, “O Neopentecostalismo”, p.22.
[5] Citado por Gildásio Jesus B. dos Santos, O Evangelho da Prosperidade, in Revista Educação Cristã: Entendendo as Religiões Hoje, 3a ed., (Santa Bárbara D’Oeste: SOCEP, 2000), p. 12.
[6] Paulo Romeiro, Supercrentes: o Evangelho segundo Kenneth Hagin, Valnice Milhomes e os profetas da prosperidade, 7a ed., (São Paulo: Mundo Cristão, 1998), 31. Quanto a morte de Eliseu ver 2 Rs 13.14-20.
[7] Arival Dias Casimiro, “Bênção e Maldição”, in Revista Educação Cristã: Entendendo as Religiões Hoje, 23.
[8] Pedro usa as duas palavras como sinônimos em 1 Pe 1.23-25.
[9] Em detrimento da soberania de Deus, como vimos antes.
[10] Para análise de todas essas heresias ver o capítulo 3 do livro Supercrentes, de Paulo Romeiro, citado anteriormente.
[11] Revista Raio de Luz, Ano 21, no 82 (jul., ago., set.), 1991, p.15.
[12] Jôer Corrêa Batista, “Movimento G-12: Uma Nova Reforma ou Velha Heresia?”, Fides Reformata V.5, Nº1 (Janeiro-Junho 2000), 38.
[13] César Castellanos Domínguez, Sonhas e Ganharás o Mundo, (São Paulo: Palavra da Fé, 1999), 146.

27 comentários:

  1. Cleber Fincato23/09/2009 16:04:00

    Realmente Pastor, tive a infeliz oportunidade de conhecer uma dessas igrejas neopentecostais, e o que se ouvia lá era um tremendo absurdo, seus membros eram julgados por suas posses, quanto menos posses mais pecados, entre outras heresias estava a de cobertura espiritual de um lider de célula, pois fora dela estaríamos sem a proteção de Deus e a mercê dos "demonios". A impressão que se tinha era que seus membros tinham mais medo do diabo do que do próprio Deus. Cleber Fincato

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Assistam o filme A Vila.

      http://www.youtube.com/watch?v=QAjN-B4ZzCI

      Uma vila onde as pessoas estão isoladas da civilização por uma floresta, onde, vivem feras. Ninguem pode deixar a vila sem arriscar-se. Muito bom o filme, e ilustra isso de estar fora da "segurança" da vila.

      Excluir
  2. Infelizmente, Cleber, não é o evangelho de Jesus que muitos estão pregando aí a fora. Como disse Paulo aos irmaos gálatas: quem prega outro evangelho que nao o que ele ensinou, seja anátema. É uma vergonha o que eles fazem se utilizando da boa fé das pessoas. Se não forem corrigidos e nao mudarem aqui, podem ficar despreocupados, Deus julgará!

    ResponderExcluir
  3. Então...conheci a Jesus como meu único Senhor e Salvador numa dessas igrejas citadas. Eu era um drogado, me prostituia, estava perdendo tudo pelo crack, mas Jesus me salvou, me libertou numa dessas igrejas que O conheci. Rafael SP/SP

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. eu tambem meu irmao .a palavra de Deus diz que perdoa o tempo da imgnorancia vc foi buscar Deus com sinceridade e Deus ouviu o seu clamor . mas agora vc ja conhece a verdade entao saia dela para que nao seja participante de seus pecador. a palavra de Deus e bel clara quando diz .no juiso eles falarao nos curamos, e espulsamos demonios en teu nome e jesus responderar a partate de mim pos nao te conheço .nao e a igreja que cura ou liberta e sim jesus cristo analise as escrituras e nao se prenda a templos feitos pelas mao de homens.

      Excluir
  4. Rafael, em primeiro lugar louvo a Deus e me alegro como os anjos festajaram no dia da sua conversão. Para mim isso é um fato incontestável, que Cristo mudou a sua vida.
    Mas quando escrevi o estudo acima foi para mostrar algumas distorções que muitos líderes, juntamente com a ênfase de suas igrejas, tem afirmado como se fosse a pura verdade bíblica. Não disse que essas igrejas eram seitas, mas que em alguns dos seus ensinos, fogem da pureza e simplicidade do Evangelho de Jesus. Na verdade alguns lideres e igrejas têm agido fora dos ensinos da Bíblia. Esses que citei são apenas alguns. Poderiamos dar mais alguns exemplos: Onde na Bíblia Deus ordena seus servos a dar uma oferta sacrificial, às vezes todos os seus bens, para que Ele possa abençoá-los. A exemplo da fogueira santa. Vemos nessas igrejas unção de objetos, de envelopes ungidos e quando se dar, mais se recebe. Esses dias vi um pastor com bacias de água segundo ele, águas do rio Jordão, onde as pessoas lavavam as mãos e passavam também a água onde havia alguma enfermidade. Sessões de descarregos, sal grosso, etc. lembrando mais cultos de feitiçaria do que um culto a Deus. É nesse sentido que quis escrever. É só comparar com a sua Bíblia. Se aquilo que escrevi não estiver tão claro, devemos dar lugar aos nossos pontos de vista. Mas onde a Palavra deixa claro os ensinos e pessoas afirmam outra coisa, então estão ensinando heresias. Lembrando que quem libertou você foi Jesus. Enquanto estivermos aqui nesse mundo, não haverá uma igreja totalmente pura, mais devemos participar de igrejas que estejam mais proximas da Palavra. Deus continue te abençoando e usando para a Sua glória.

    ResponderExcluir
  5. Em suas colocações tambem ha falta de conhecimento biblico e ate um pouco de heresia, quando tenta insinuar suma vez salvo salvo pra sempre e sobre predestinação individual.
    1.Em exodo4.11 Deus diz que fez o cego e o surdo para seu proposito.Tbem perguntaram a Jesus pq o cego era cego,lembra.
    2.Em Atos 19 Paulo impos as mãos e aqueles homens foram cheios do Espirito Santo e falaram em linguas.
    3.O Diabo usou Pedro quando Jesus o repreendeu.Lembra e queria cirandar em sua vida.Portanto crente fica sim endemoniado.
    4.deixo pro senhor 2 verciculos.

    Errais por não conhecer as escrituras e nem o PODER DE DEUS.

    Porquanto se, depois de terem escapado das corrupções do mundo pelo pleno conhecimento do Senhor e Salvador Jesus Cristo, ficam de novo envolvidos nelas e vencidos, tornou-se-lhes o último estado pior que o primeiro.
    Porque melhor lhes fora não terem conhecido o caminho da justiça, do que, conhecendo-o, desviarem-se do santo mandamento que lhes fora dado.
    Deste modo sobreveio-lhes o que diz este provérbio verdadeiro; Volta o cão ao seu vômito, e a porca lavada volta a revolver-se no lamaçal.

    ResponderExcluir
  6. Querido anônimo, que a paz de Cristo que excede a todo entendimento reine em sua vida. O propósito do blog não é polemizar, mas mostrar do grande amor de Deus pelos pecadores. Sobre a missão de Deus que Ele estende para que o seu povo a cumpra. Mas não posso ficar alheio a muitos ensinos distorcidos que são ensinados por falsos mestres, falsos mestres, falsos pastores, falsos apóstolos (que aliás é outro assunto que devemos considerar, pois a Bíblia fala de 12 apóstolos e Paulo como o último deles – logo não há apóstolos no sentido que o Novo Testamento nos revela – até porque tinha de ser testemunha da ressurreição de Jesus - Mt 10.12; Lc 6.13; Lc 22.14; At 1.2; At 1.15-26; 1 Co 17.7-10).
    Voltando as heresias e seus hereges, reconheço que não sou perfeito no entendimento das Escrituras. Há, de fato, muitos assuntos difíceis de compreender. Assim mesmo fala o apóstolo Pedro em relação aos escritos do apóstolo Paulo (2 Pe 3.15-16). Mas se é revelação é para ser entendida. O que busco com dedicação no estudo da Palavra.
    Creio de fato na salvação total de Deus para a vida de seus escolhidos. Ou seja, se passamos pelo novo nascimento, se a conversão foi genuína, o Espírito passa a habitar em nós. Vejamos alguns desses textos. Peço que leia e peça a iluminação do Espírito para que você receba o ensino da Palavra e não aquilo que você que entender ou aquilo que outros ensinaram para você:

    Deus é quem nos converte:
    João 1.12-13: “Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, a saber, aos que crêem no seu nome; os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus”.
    João 6.37: “Todo aquele que o Pai me dá, esse virá a mim; e o que vem a mim, de modo nenhum o lançarei fora”
    João 6.44: “Ninguém pode vir a mim se o Pai, que me enviou, não o trouxer; e eu o ressuscitarei no último dia”.
    João 14.26: “Não fostes vós que me escolhestes a mim; pelo contrário, eu vos escolhi a vós outros e vos designei para que vades e deis fruto, e o vosso fruto permaneça; a fim de que tudo quanto pedirdes ao Pai em meu nome, ele vo-lo conceda”.

    ResponderExcluir
  7. Querido anônimo,
    QUANTO À ELEIÇÃO/PRESDESTINAÇÃO:
    Jesus nos ensina que alguém só vai a Ele se o Pai o trouxer. Como o homem morto em seus delitos e pecados poderia desejar verdadeiramente a Deus? (leia Efésios 2.1-9).
    Eu não sei que Bíblia muitas pessoas estão lendo, mas na minha se fala de predestinação, eleição, e termos semelhantes que falam que só serão salvos aqueles que Deus já escolheu antes da fundação do mundo. Pelos quais Cristo morreu e o Espírito converte através do conhecimento da salvação anunciado pela Igreja, em seus vários modos de apresentar.

    Mt 24.24: “porque surgirão falsos cristos e falsos profetas operando grandes sinais e prodígios para enganar, se possível, os próprios eleitos”. (veja também Mc 13.22;

    Efésios 1.11: “nele, digo, no qual fomos também feitos herança, predestinados segundo o propósito daquele que faz todas as coisas conforme o conselho da sua vontade”,

    Romanos 8.29-30: Porquanto aos que de antemão conheceu, também os predestinou para serem conformes à imagem de seu Filho, a fim de que ele seja o primogênito entre muitos irmãos. E aos que predestinou, a esses também chamou; e aos que chamou, a esses também justificou; e aos que justificou, a esses também glorificou

    Atos 13.48: "Os gentios, ouvindo isto, regozijavam-se e glorificavam a palavra do Senhor, e creram todos os que haviam sido destinados para a vida eterna"
    .
    Romanos 8.33: "Quem intentará acusação contra os eleitos de Deus? É Deus quem os justifica"

    Rm 16.13: “Saudai Rufo, eleito no Senhor, e igualmente a sua mãe, que também tem sido mãe para mim”.

    1 Tm 1.4: “reconhecendo, irmãos, amados de Deus, a vossa eleição.”

    1 Pe 2. 9 “Vós, porém, sois raça eleita, sacerdócio real, nação santa, povo de propriedade exclusiva de Deus, a fim de proclamardes as virtudes daquele que vos chamou das trevas para a sua maravilhosa luz;”

    2 Pe 1.10: “Por isso, irmãos, procurai, com diligência cada vez maior, confirmar a vossa vocação e eleição; porquanto, procedendo assim, não tropeçareis em tempo algum”.

    Veja mais alguns textos que falam da eleição de Deus: Cl 3.12; 2 Tm 2.10; Tito1.1; 1 Pe 1.1; Ap 17.14.

    Esses são alguns dos textos bíblicos inspirados pelo Espírito Santo. E eu creio plenamente na inspiração da Palavra, toda a Escritura é inspirada por Deus.

    ResponderExcluir
  8. Querido anônimo,

    QUANTO À CERTEZA DE SALVAÇÃO, ela é garantida pelo Deus que começa a boa obra em nós e completa até que sejamos totalmente salvos. Ele garante a nossa salvação:
    Efésios 1.13-14: ... “em quem também vós, depois que ouvistes a palavra da verdade, o evangelho da vossa salvação, tendo nele também crido, fostes selados com o Santo Espírito da promessa; o qual é o penhor da nossa herança, até ao resgate da sua propriedade, em louvor da sua glória”.

    O Espírito Santo é a garantia da nossa salvação. Penhor significa garantia.

    Filipenses 1.6: “Estou plenamente certo de que aquele que começou boa obra em vós há de completá-la até ao Dia de Cristo Jesus”.

    Pedro nos diz que somos guardados pelo poder de Deus para a salvação:
    1 Pe 1.5: “que sois guardados pelo poder de Deus, mediante a fé, para a salvação preparada para revelar-se no último tempo.”
    Judas 1.1: “Judas, servo de Jesus Cristo e irmão de Tiago, aos chamados, amados em Deus Pai e guardados em Jesus Cristo,”

    Sei que posso errar em muitos conceitos bíblicos e em outros não consigo penetrar plenamente e há alguns ensinos que o próprio Deus não nos deixa claro, mas no que escrevi eu acho que tenho algum fundamento e que acabo de embasar ainda mais com os textos inspirados da Palavra citados.

    ResponderExcluir
  9. Querido anônimo,

    QUANTO AO BATISMO COM O ESPÍRITO E LÍNGUAS, o que creio e que talvez não tenha deixado mais claro é que existe sim o batismo com o Espírito. João Batista falou que Jesus é aquele que batiza com o Espírito e foi isso que Ele fez no dia de Pentecostes.

    João 1.33: “Eu não o conhecia; aquele, porém, que me enviou a batizar com água me disse: Aquele sobre quem vires descer e pousar o Espírito, esse é o que batiza com o Espírito Santo” (ver também Mt 3.11; Mc 1.8; Lc 3.16).

    Jesus confirma esse ensino quando diz:
    At 1.5: “Porque João, na verdade, batizou com água, mas vós sereis batizados com o Espírito Santo, não muito depois destes dias”.

    Pedro diz que foi Jesus quem derramou do Espírito no dia de Pentecostes:
    At 2.33: “Exaltado, pois, à destra de Deus, tendo recebido do Pai a promessa do Espírito Santo, derramou isto que vedes e ouvis”.

    Que línguas eram essas? Em Atos 2 fica claro que eram nas línguas e dialetos de todos aqueles que foram adorar a Deus em Jerusalém na festa de Pentecostes:
    Atos 2.8: “E como os ouvimos falar, cada um em nossa própria língua materna?”

    O Espírito, desse modo, foi derramado em Atos 2 (Jerusalém); Atos 8 (Samaria); Atos 10 (Cesaréia) e Atos 19 (Éfeso). Enfatizando que o Espírito de Deus e a sua salvação se estendem, não só a Israel, mas a todo o mundo.

    O que a Bíblia não fala é que o sinal do batismo com o Espírito Santo seja sempre o falar em línguas. Línguas, de acordo com o ensino de 1 Corintios 12 e 14, é um dos dons do Espírito. E que nem todos que são batizados com o Espírito, no sentido de serem convertidos a Cristo, que é o que a Bíblia ensina, têm de falar em línguas.
    Vejamos:
    1 Co 12. 28-30: “A uns estabeleceu Deus na igreja, primeiramente, apóstolos; em segundo lugar, profetas; em terceiro lugar, mestres; depois, operadores de milagres; depois, dons de curar, socorros, governos, variedades de línguas. Porventura, são todos apóstolos? Ou, todos profetas? São todos mestres? Ou, operadores de milagres? Têm todos dons de curar? Falam todos em outras línguas? Interpretam-nas todos? Entretanto, procurai, com zelo, os melhores dons. E eu passo a mostrar-vos ainda um caminho sobremodo excelente”

    É interessante que o apóstolo coloca o dom de língua em último na lista de dons e ainda faz a pergunta que muitos não querem compreender: “Falam todos em outras línguas?”. A resposta todos nós sabemos: NÃO! Cada um tem um dom (ou mais) e assim um edifica o outro.

    Ou seja, eu não preciso complementar minha salvação com as línguas. Batismo com o Espírito refere-se ao momento da nossa conversão. Falar em línguas é um dom que o Espírito distribui conforme a sua vontade soberana, “como lhe apraz” (1 Co 12.12).

    ResponderExcluir
  10. Querido anônimo,

    Finalizando suas observações:

    Espero que tenha sido mais claro. Só não entendi porque você citou o texto de Ex 4. Para mim, foi só para enfatizar o que tanto creio: que Deus é totalmente soberano sobre todas as coisas, situações e até mesmo acerca da salvação individual.

    Quanto a Pedro, o texto não diz que ele ficou endemoninhado. Jesus diz que o diabo quis peneirar. Em nenhum lugar nesse texto ou em qualquer outro o verdadeiro crente fica possesso.
    .
    Acho que você nem leu os textos citados. Passo a fazê-lo agora:

    Efésios 1.20: “o qual exerceu ele em Cristo, ressuscitando-o dentre os mortos e fazendo-o sentar à sua direita nos lugares celestiais, acima de todo principado, e potestade, e poder, e domínio, e de todo nome que se possa referir não só no presente século, mas também no vindouro. E pôs todas as coisas debaixo dos pés e, para ser o cabeça sobre todas as coisas, o deu à igreja, a qual é o seu corpo, a plenitude daquele que a tudo enche em todas as coisas”.

    João 14.30: “Já não falarei muito convosco, porque aí vem o príncipe do mundo; e ele nada tem em mim;”

    1 João 4.4: “Filhinhos, vós sois de Deus e tendes vencido os falsos profetas, porque maior é aquele que está em vós do que aquele que está no mundo.”

    1 João 5.18: “Sabemos que todo aquele que é nascido de Deus não vive em pecado; antes, Aquele que nasceu de Deus o guarda, e o MALINGNO NAO LHE TOCA” (grifo meu).

    O diabo anda ao nosso derredor, como fez com Pedro. Pode até lançar dardos inflamados e podemos até fazer as sugestões que ele sussurra em nossos ouvidos, mas um crente habitado pelo Espírito é impossível ficar possuído pelo maligno.

    O que cada crente tem de fazer é se basear somente na Palavra para formar seus conceitos e aprender das doutrinas de Deus. As experiências que Edir Macedo cita e tantos outros fundamentams suas heresias, comparando com os ensinos da Bíblia, só me fazem chegar a conclusão que ainda não eram possuídos – ou habitados – pelo Espírito. Ainda não eram convertidos de verdade.

    Deus continue te abençoando e que sua vida esteja sempre sendo pautada na Palavra!

    No amor de Cristo,

    Pr. Robson

    ResponderExcluir
  11. Sim,na realidade vejo que o senhor ao menos tenta conpreender as escrituras,mas em alguns conseitos que o senhor coloca há um equivoco, talvez por falta de esperiencia com Deus..temos sim que falar de pecado porque ainda sim eleitos tbem vão para o inferno como recitei em 2Pe2,20 o problema está na intenção do que se está querendo insinuar ou dizer....sou batizado com o Espirito Santo e ouço a voz do meu senhor...sei perfeitamente o que significa excelencia das revelações de Deus e pesso sempre ao Senhor Jesus que nunca deixe entrar na exaltação da carne mas que eu continue sendo homem espiritual...eu e minha esposa temos um ministerio de intercessão que já alcançou outros paises,e vejo a mão do meu Senhor operar para honra e gloria do Seu nome.Não sou digno dessa obra mas Ele é fiel e Poderoso para concluí-la.

    Conheço as escrituras e suas interpretações, consedida a mim, que nada fiz por merecer, dada pelo Espirito de Jesus que há em mim...

    A palavra de Deus só é vida com Seu Espirito, sem ele nada ficaríamos como os Farizeus muito conhecimento e sem a Graça de Deus.

    No seu blogger e comentários há oportunidade de se evangelizar e devemos ensinar aquilo que é verdadeiro.

    As linguás que se refere o contexto bíblico Atos 2,8 não são linguás maternal como o senhor colocou pois quem explicou isso não sabia do que falava mas entendeu dessa forna porque criança quando quer falar enrola a linguá Pedro explica tudo isso nos vercículos abaixo.Nota que quem questionava diz.... que quer dizer isto" eles mesmos explicam que já tinham ouvido falar das grandezas de Deus em várias nações, que sitam,mas não daquela forma pois sabiam que os que estavam ali eram homens de Deus,logo assim concluindo que eles estavam bebados.

    Acredite isso é real...nas igrejas onde vemos esse mistério ninguém fala a mesma linguá,minha esposa fala de uma maneira e eu de outra e meus filhos de outra...pois todos em minha casa são batizados com o Espírito Santo isso não me faz menhor nem pior que o senhor eu nem pedi isso para minha vida mas foi Ele que me escolheu para o seu propósito, assim como Saulo e disso não abro mão.
    Não sou melhor por isso pois ter a salvação é ma coisa, pois o homem pode se r salvo no ultimo suspiro mas ter vida com Cristo é totalmente diferente...toda exortação parte do princípio que Deus quer santidade pois não sabemos a que hora vem o ladrão da noite, mas quando Jesus vier temos que cuidadar para sermos achados irrepreencíveis, é possível errar sim os escolhidos, é possivel perder a salvação sim os escolhidos...quem está de pé cuide para não cair...

    Com relação a Pedro, tem-se um conceito de que endemoniado é aquele que fica de joelhos, rosna e põe a mão pra trás as vezes estamos conversado com o Diabo e não sabemos temos que está muito atento em Deus...lembra da menina que tinha um espirito de adivinhação...será que saberíamos dicernir uma vez que ela elogiou Paulo por ser homem de Deus.

    Sei da complexidade do evangelho escrito, mas ouço a voz do meu Senhor.Isso tudo são esperiencias com Deus.

    Efesios 5,14.....e Cristo te esclarecerá...

    Não quero gerar nenhum tipo de valorização pessoal, quem tem que aparecer é Ele e não eu. Sou apenas um vazo na mão do Oleiro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. o VERSÍCULO CORRETO É: "aquele que pensa estar em pé, cuide para que não caia"... PENSA.

      Excluir
  12. Desculpe os erros na escrita, e se não recitei nenhum versículo pois sei que conhece as escrituras.

    Ora a Deus. Pai se realmente o que o irmão falou é verdade me de um sinal, fala comigo em sonhos, me esclarece acerca dos seus mistérios...sei que é um homem de Deus e Ele te esclarecerá.

    ResponderExcluir
  13. desculpe os erros de portugues....rsrsrsr agora q vi...se possivel entra no site da melodia e baixe o debate do dia 27NOV vai perceber homens cheios de letras e vazios de Deus...Deus fala,acredite...hoje vejo que o Senhor tem permitido muitas coisas para que seu povo veja que não é o templo nem as obras da carne mas o Espirito que vivifica é quem faz a diferença.......O pastor Marcos Gladstoni está cego
    e os homens q se dizem de Deus cada vez mais amantes de si mesmos....achando que suas convicçoes vai mudar alguma coisa, se Jesus não estiver no barco não há como acalmar a tempestade.

    paz

    ResponderExcluir
  14. O senhor é batizado com o Espírito Santo....

    ResponderExcluir
  15. jaime Emerich02/01/2010 22:48:00

    Pastor Róbson, parabens. Que o Deus eterno continue te abençoando e enchendo de sabedoria. Mas se me permite, preciso dizer algo pra este camarada aí.
    Sr. anônimo, identifique-se rapaz. Que q foi. Tá com medo de dar a cara a tapa? Dá licença meu. Voce já começa se contradizendo. Como que podes fazer um julgamento grotesco destes. Voce se colocou numa posição de dono da verdade e o pastor apenas te citou a palavra. Ele somente descarregou a bíblia em cima de voce e voce o julga como se fosse Deus? faça o seguinte: leia,medite e ore a Deus para que o Espírito Santo te esclareça cara. to indignado contigo. Não julgueis para nao seres julgado. Muito me admira um cara que se diz dirigir ministério de intercessão ter uma atitude como esta. Voce tá pensando que expeência com Deus é falar em linguas? Tás por fora. Isto é só complemento, é lucro após passar pela experiência do novo nascimento. E te digo mais, Jesus qdo. passou por aqui, nao saiu por aí falando em linguas ou mostrando que tinha poder pra isto não, mas sim demonstrou amor pelos desvalidos,forasteiros,assassinos,pecadores e se preciso curava, expulsava demonios e fazia outros milagres. O que ficou implícito no ministério de Jesus era a sua disposição em ajudar e amar pessoas. Não fica se fazendo de vítima nao, meu. voce, eu, todos estávamos mortos em nossos delitos e pecados, pela graça sois salvos. O amor Dele nos alcançou para sairmos por aí falando em linguas ou expulsando demônios? Não, mas para levar as boas novas de salvação. Evangelho é boas novas. e que boas novas. pô, Jesus me salvou e agora tenho de atender o ide de Jesus fazer discípulos, povoar os céus com a salvação gratuita em Jesus das almas que a passos largos caminham para o inferno. Então meu caro. temos é que ter vida em Jesus e isto significa que se passamos pela experiência do novo nascimento, já temos o Espírito de Deus e Este mesmo espírito testifica com nosso espírito que somos filhos de Deus. Então não fica nessa aí de fazer julgamentos. garanto que se examinar a fundo os textos referidos pelo então pastor, certamente verás que estava somente a enriquecer tua vida. Sou leigo no assunto, mas de uma coisa tenho certeza. A salvação não tem nenhum vínculo com o dom de linguas ou exorcismo. Este negócio de que quem não fala em linguas não foi batizado com o Espírito Santo. Ao contrário, só fala em linguas e fará outras coisas mais somente, e tão somente se já foi alcançado pela graça. Mas que fique claro; o dom de linguas é o último citado no texto de paulo. não é o foco principal, mas é o amor. Senão veja. voce pode falar 1000.000 de linguas, se não tiver amor pelas pessoas, já era, nao valeu de nada. Não fique aí então esperando que Deus te revela em sonho pra poder crer no que o pastor róbson te disse não, apenas aprofunde em todos os textos que te deixou e deixe o julgamento pra Deus. Quem é voce pra afirmar ou colocar em dúvida se o referido pastor foi ou não batizado com o E.Santo? Me admira muito voce um lider dirigindo ministerio de intercessão vir com esta. vincular batismo com o E.Santo ao dom de falar linguas. o, cara cuidado, Paulo diz assim: os dons são distribuidos a cada um segundo o que o Espírito desejar. o destaque maior dado na palavra é o dom do amor. o dom de linguas edifica apenas quem está a falar. portanto não é para ser falado em público,exceto se falar um de cada vez e é necessário que haja intérprete. tá lá meu amigo.acorda, estude com maior profundidade a palavra. O que conta é a vida diária que tens com teu Senhor e o quanto voce dedica seu tempo pra ele fazendo o que Jesus fez. ou seja, a vida, o caráter e a sua disposição em se dar precisa ser implantado em nós diariamente, se não não vale de nada e prova somente que não temos o Espírito e que somos mentirosos. Por exemplo, como voce tratou hoje aquele mendigo que porventura tenha passado na sua porta . Voce o tratou com misericórdia ou fez como a maioria. olhou pela cortina e nem atendeu. Isto é que faz a diferença.

    ResponderExcluir
  16. Caro(a) irmã(o) do site el-shadai. Eu sou pastor da Igreja Presbiteriana do Brasil (www.ipb.org.br), mas como presbiteriano - e teoricamente evangélico - não posso deixar de criticar muitos ramos que se dizem cristãos evangélicos, quando estes distorcem para seus próprios interesses escusos, pessoais e financeiros. Ainda quanto a ser evangélico é um tema que causa grande reflexão devido a diversidade e ramificações dentro da dita igreja evangélica. Hoje prefiro ser chamado de um cristão reformado (calvinista). Grande abraço e que Deus muito os abençoe!

    ResponderExcluir
  17. Bom dia Pr. Robson Santana. Tenho visto em diversas igrejas que virou moda o sapatinho de fogo, inclusive aqui perto de minha casa uma igreja foi fechada devido ao barulho, pois os irmão agiam feito loucos, gritando, som alto e girando feito peão. Isso realmente é o mover do espirito? Pois em 1° Coríntios diz que o culto deve ser ordeiro e isso passa longe em muitas igrejas.

    Que Deus te abençoe!

    ResponderExcluir
  18. Quem roda feito peão acha que falta avivamento onde não se roda feito peão. Quem não roda acha que há excesso. Quem anda feito leão acha que está havendo um avivmaento forte e quem não anda feito leão acha que é satanás que está entrando na igreja. E cada qual descobre um versículo bíblico para atestar sua teologia. Assim fazem os que batizam e os que não batizam. Assim fazem os que acatam e repudiam o divórcio. O mesmo se dá para quem pratica e quem critica a teologia da prosperidade. A verdade é que cada intérprete da Bíblia é "infálível" para si mesmo. Cada qual que lê a bíblia acha que pode determinar quem prega certo e quem perga errado. Quem é herege e quem não é herege. Enfim. Não é uma crítica, mas um chamado a uma reavaliação. Todos que apontam heresias um dia já foram chamados de hereges ou ainda o serão. Se a Bíblia de fato pode ser linda individualmente e cada qual conta com a inspiração do Espírito Santo em sua leitura, fica realmente complicado dizer para alguém que sua teologia não está de acordo com a Bíblia. A Bíblia diz que a Igreja é coluna e sustentáculo da verdade(Timóteo) e o que povo anda fazendo é dizendo para si mesmo: "Eu sou coluna e sustentáculo da minha própria verdade." A Bíblia proíbe a interpretação particular(Pedro). Por isto mesmo o Eunuco da Bíblia diz que não pode entender se alguém não antes não lhe explica. O povo anda dizendo: "Toda interpretação é de caráter privado." Fica muito dificil alguém admitir uma heresia quando se acha um mestre infalível e intérprete. Não estou condenando ninguém. Sei que existem muitas pessoas sérias que desejam acertar. Mas como ? Se um desentendimento é inevitável porque dois em uma mesma denominação condenam-se um ao outro como hereges, é evidente que logo a seguir surgirá uma nova denominação. Muitas vezes quem prega heresia não se dá conta. O faz porque não entende o que lê. Pensa que foi o Espírito Santo que lhe soprou aquel doutrina espúria. É preciso que todos tenham a coragem de rever conceitos, preceitos e teologias. Não há como conter heresias quando se diz para todo e qualquer crente, por exemplo: "não é o que o pastor fala, mas o que diz a palavra. Você tem que conferir na palavra se aquilo que o pregador diz está de acordo com as escituras." É realmente dificil dizer para alguém que acredita no livre exame: "Olha você não tem condições de interpretar a Bíblia."
    Fiquem na paz.

    ResponderExcluir
  19. Caro Pastor Robson, boa tarde e a paz de Cristo! Li suas considerações iniciais no alto da página e concordo com a maioria. Apenas considero "delicada" a questão da cura divina. Concordo que tomar o texto isolado de Isaías 53:5 e com ele afirmar que na obra da expiação está incluída a cura de todas as nossas doenças e enfermidades, é um tanto temerário. Porém, não podemos desconsiderar que o Senhor sempre curou e continua curando! O texto de I Cor 11, a respeito da Nova Aliança e Ceia do Senhor, deixa claro que, muitos "dormem" (morrem) por tomarem a Ceia indignamente e não entenderem a importância da Nova Aliança. Além disso, no Novo Testamento há os "dons de cura" (para os que crêem na contemporaneidade dos dons espirituais). Também o texto citado pelo senhor: "E, por último, Cristo se tornou maldição por nós (Gl 3.13)" dá a entender que ele se tornou "doente" por nós (a doença é uma das maldições de Deut. 28). Outrossim, afirmar que o "espinho na carne" de Paulo era uma enfermidade, também é algo temerário...
    Vanderson Antunes

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Caro Vanderson... Vc está certo, às vezes a gente vai no afã de combater uma teologia errada e não deixa as coisas muito claras. Concordo com vc. Deus continua curando, o que nao deve ter ficado muito claro é que do ponto de vista da Confissão Positiva ou Teol. da Prosperadidade, o crente nunca deve ficar doente, pois se ficar, é questão de falta de fé ou porque está em pecado. E quanto a citação do texto de Paulo, realmente não creio que seja enfermidade, mas as perseguições que sofreu no trabalho missionário. Vou analisar todo o artigo e mudar algumas coisas.
      Deus te abençoe!

      Excluir
  20. Graça e paz !
    Amado pastor,os discipulos dessa doutrina de confissão de fé ,dizem que Jesus foi ao inferno e tomou a cheve do inferno.
    Primeiro ja procurei na biblia e não encontrei nada sobre essa falácia ,ja vi menção de Cristo descer ao Hades(grego) Seol(hebraico)que signifia abismo em outras palavras profundezas da terra, e também dizem que Jesus foi morto por nossos pecados,coisa que também não acredito.
    Não acredito que nem os romanos,nem os judeus ,nem os fariseus e nem tão pouco o pecado como afirmam algumas denominações que tem matado ao senhor Jesus e própria Palavra nos explica em:
    João 10:17-18
    17 Por isto o Pai me ama, porque dou a minha vida para tornar a tomá-la.
    18 Ninguém ma tira de mim, mas eu de mim mesmo a dou; tenho poder para a dar, e poder para tornar a tomá-la. Este mandamento recebi de meu Pai.
    ou seja o que matou Jesus foi o ato de entrega (doação) pela humanidade em obediência ao Pai Celestial.
    oO que o senhor acha de tudo isso?

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Beto, em relação ao descer ao inferno, leia o seguinte artigo: http://www.mackenzie.br/fileadmin/Mantenedora/CPAJ/revista/VOLUME_IV__1999__1/Heber.pdf

      Quanto ao morrer pelos pecadores, é o que a Bíblia o diz. Foi algo voluntário, claro, mas foi em substituição pelos nossos pecados.

      Leia os seguintes textos: 1 Co 15.3
      Gl 1.4
      1 Jo 2.2
      1 Jo 4.10
      1 Pe 2.24

      Excluir
  21. Eu só tenho uma coisa a dizer, eu conheci a igreja Universal quando eu estava muito doente quase a ponto de morrer, eu vivia angustiado infeliz hoje me libertei em nome do Senhor Jesus tenho família e estou muito feliz batizado com o Espirito Santo não me interessa o que tu prega mas sei que a alegria que eu tenho tu não tens então fica bem claro o diabo usa muitos falsos pastores para derrubar uma fé viva, por que a doutrina da Universal é a doutrina que Jesus ensinou, é a fé.

    ResponderExcluir

Você pode comentar aqui se quiser